Google+ Followers

domingo, 30 de setembro de 2012

Matéria escura está "aclarando"


Matéria escura está "aclarando"

ciência, Espaço, Sol, Astros, Universo 

Um grupo de cientistas de Zurique anunciou recentemente que o Sol, do qual 
depende toda a vida na Terra, está rodeado por misteriosa matéria escura. O 
mistério desta substância excita as mentes dos profissionais durante 
décadas. Para muitos, esta frase é simplesmente assustadora por estar 
associada a forças obscuras.



Deveríamos ter medo? A esta pergunta responde o astrônomo russo 
Nikolai Chugai:

Três componentes formam o nosso Universo – a matéria comum, a 
matéria escura e a energia escura. E nós só conseguimos ver a matéria comum que 
compõe todas as coisas e nós mesmos. A sua parte é muito pequena – apenas 4-5% 
da massa do universo. Os restantes 95%, como se diz, não podem ser tocados. A 
particularidade da matéria escura consiste em que ela não emite radiação 
electromagnética e não interage com ela. Para os equipamentos existentes a 
matéria escura é invisível.

No entanto, medindo a velocidade de rotação de galáxias, os 
astrônomos viram que ela não diminui à medida que elas se movem do centro para a 
periferia, como seria se houvesse apenas matéria comum, luminosa, explica o 
especialista do Instituto de Astronomia da Academia de Ciências russa, professor 
Nikolai Chugai.

“Este tipo de comportamento da velocidade de rotação de galáxias 
foi ligado ao fato de que existe uma substância invisível que não permite que a 
velocidade diminua, seja, a força de gravidade não diminui. Assim, em galáxias 
externas foi descoberta uma componente que foi chamada de matéria escura. Ela é 
o que causa a gravidade, mas o que não vemos”.

Atualmente, segundo o especialista, estão sendo investidas grandes 
somas em programas de busca de partículas responsáveis pela matéria escura. 
Sugerem que é um tipo da partícula elementar neutrino, mas que interage ainda 
mais fracamente com outra matéria.

Quanto à massa da matéria escura, a sua avaliação quantitativa na 
vizinhança do Sol é dada desde os anos 80 do século passado, por isso, o 
trabalho dos cientistas suíços não pode ser chamado de inovador, nota Nikolai 
Chugai:

“A fracção de matéria escura foi estimada entre os 50% e os 5% de 
toda a matéria, ou seja, dentro de limites bastante amplos. O que fazem esses 
autores? Eles afirmam que melhoraram significativamente a precisão da medição do 
conteúdo relativo de matéria escura e estrelas em toda a matéria. Eles 
argumentam que 20% são matéria escura – algures entre os limites anunciados 
anteriormente”.

No entanto, qualquer novo conhecimento sobre a misteriosa matéria 
escura aproxima a humanidade à compreensão dos mistérios do Universo. É um 
grande segmento do espaço sobre o qual pouco sabemos. Sem a matéria escura o 
universo não poderia existir na sua forma atual, e simplesmente se 
desintegraria, diz Nikolai Chugai.

“A capacidade de agregação da matéria em aglomerados, de 
auto-gravidade, é em grande parte devida à influência da matéria escura Porque 
ela possui propriedades da gravidade e é muita”.

Esta matriz mundial não apresenta nenhuma ameaça 
para os terráqueos. Segundo cientistas, a matéria escura não interage com 
qualquer outra substância e, portanto, as não existem consequências negativas de 
sua existência – ela é absolutamente 
inofensiva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário